btn_ouca

btn_ouca

Artistas da ASFORRÓ

Publicidade

Notícias

CUIDADOS PARA QUE SE CURTA O CARNAVAL SEM A EVENTUAL DOR DE CABEÇA DO DIA SEGUINTE

 
 

 

O primeiro é em relação ao lugar onde se pretende curtir a folia. Planeje como chegar e onde ficar, pegue informações e endereços de hospitais e postos da PM. Procure obter um mapa da região com as principais vias de acesso e estacionamentos.

Na hora de parar o veículo, não o deixe na rua. Opte por um estacionamento credenciado e deixe objetos de valor como bolsas e aparelhos de som em casa ou no lugar onde estiver hospedado. Se for a pé, não corte caminho por ruas mal-iluminadas e becos. Evite andar sozinho. Procure locais movimentados. Fique sempre atento aos seus pertences e às pessoas ao seu redor.

 

 

Tenha cuidado especial com as crianças. Mantenha-as sempre por perto e identifique-as com uma etiqueta com nome, endereço e telefone do responsável - para que saibam quem contatar caso elas se percam. Marque sempre um ponto de reencontro e se não conseguir achar a pessoa procure a PM ou peça para que seja feito um anúncio pelo sistema de som.

 

 

 

Evite usar jóias e outros objetos de valor. Não carregue grandes quantias de dinheiro, nem pague pequenas despesas como lanches e bebidas com notas grandes para não atrair a atenção de bandidos. Tenha sempre dinheiro trocado e separado para arcar com esses gastos. Desconfie de esbarrões e empurrões e, caso eles aconteçam, verifique imediatamente seus pertences. 

 

 

 

Não exagere no consumo de bebidas alcoólicas, nem as aceite de estranhos. Nunca dirija se tiver bebido. 

Se houver transtornos como brigas ou suspeitar da atitude de alguém, avise prontamente aos policiais militares que estejam fazendo a guarda do evento ou ligue 190. Caso seja vítima de um ladrão, não reaja e também acione a PM.

Com o reforço no policiamento feito pela Polícia Militar e esses pequenos cuidados, os foliões que irão brincar o carnaval em Mato Grosso do Sul terão paz e tranquilidade para aproveitar os cinco dias de feriado.

Fonte: http://gov-ms.jusbrasil.com.br

 

DST’s: cuidados no carnaval devem ser redobrados

 

 

 

O Carnaval é, para muitos, um momento apoteótico, esperado durante o ano inteiro. Pulando atrás do trio elétrico ou descansando nas praias ou no campo, porém, é preciso atenção com a saúde. Está é considerada uma das épocas mais favoráveis para a disseminação das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s). Com o uso de álcool e de drogas, comuns durante o carnaval, as pessoas ficam mais dispostas ao sexo casual quando estão descontraídas em lugares muito movimentados. E grande parte acaba cedendo ao impulso e não usa preservativo. 

 

 

 

O cenário é ainda mais perigoso para as mulheres. O próprio corpo feminino facilita o desenvolvimento de infecções.

As mulheres são mais vulneráveis tanto ao contágio de doenças, quanto à gravidez. Ela tem muito mais possibilidade de infecção do que o homem porque o aparelho genital interno favorece isso. Além dos fatores fisiológicos, há também as barreiras culturais. A não-popularização da camisinha feminina, por exemplo, torna as mulheres ainda mais vulneráveis na hora de exigir o uso do preservativo. 

Ao contrário do que muita gente pensa, as Doenças Sexualmente Transmissíveis podem trazer vários riscos para a saúde. Entre eles estão: esterilidade, aborto, nascimento de bebês prematuros com problemas de saúde, deficiência física ou mental, alguns tipos de câncer e até a morte. Uma pessoa com DST também tem mais chance de contrair outros males, inclusive a Aids.

O que é: 

As doenças sexualmente transmissíveis, conhecidas como DSTs, são transmitidas principalmente pela relação sexual vaginal, oral ou anal, através do contato dos órgãos sexuais com a lubrificação vaginal ou com o sêmen.

Principais DST’s:

Candidíase, gonorréia, clamídia, hepatite B, Herpes, Sífilis e Tricomoníase, Aids, entre outras.

Principais sintomas:

Corrimentos abundantes, amarelados ou esverdeados na vagina ou pênis, mau-cheiro nos órgãos genitais, coceiras, feridas, verrugas ou bolhas na virilha, vagina, saco ou pênis, além do ardor ao urinar e dor durante as relações sexuais.

Tratamento e prevenção:

Os tratamentos para as conseqüências causadas pelas doenças sexualmente transmissíveis variam de acordo com cada caso. Quando detectadas logo no início, o tratamento medicamentoso traz bons resultados. Quando o estágio está mais avançado, o prognóstico vai depender da extensão ou da localização da lesão.

O e-DNA é o laboratório referência nos exames de HIV/Aids no Espírito Santo. Por ser um serviço oferecido pelo Tommasi Laboratório, no e-DNA você pode realizar o seu teste de HIV/Aids com total segurança e sigilo.

A coleta do material é feita de forma simples e indolor, basta seguir as instruções do folheto presente no kit que você recebe em sua casa.

Outro diferencial do e-DNA na realização dos exames de HIV/Aids é que você tem o resultado do seu exame em um prazo máximo de 5 dias úteis.

Conheça melhor os serviços do e-DNA no endereço www.e-dna.com.br

Lembre-se: a camisinha é o método mais eficaz contra as DST. Ela não pode ser deixada de lado nunca. O Tommasi Laboratório e o e-DNA apoiam esta idéia.

 

 

Fonte: http://www.e-dna.com.br

Obs.: Todas as imagens (fotos) foram obtidas na internet.

BOM CARNAVAL PARA TODOS!